ENTRE EM CONTATO COM A ANTIQUEDA:

Preencha o formulário ao lado para entrar em contato com a AntiQueda.

Telefone: (13) 3226-1515

ANTIQUEDA NAS REDES SOCIAIS:

BLOGAQ

Acompanhe a AntiQueda

Facebook Twiiter

Postado por Equipe AntiQueda em Blog

Aos trinta e seis anos, Andrea ainda dá trabalho pra muita menina dentro e fora d`água, sendo forte candidata ao título profissional de 2009 no SuperSurf, o quinto de sua carreira.

Andrea Lopes dá um show de dedicação, disciplina e garra e conta ao Ricosurf.com um pouco da sua vida de atleta. ?Acredito sim no título, foi por isso que estou aqui até hoje, dedicando tempo, vida, deixando de lado algumas outras coisas na minha vida?.

Ricosurf.com: O que você acha da nova geração que está vindo com tudo, como a Gabriela Teixeira, Diana Cristina e a Suelen Naraisa, que dividem os quatro primeiros lugares do ranking do SuperSurf 2009 com você?
Andrea Lopes: São excelentes competidoras, sendo uma geração forte no Brasil. A maioria delas, como a Suelen, tem experiência em etapas do WQS e vem com forte know how para disputar o título. Mas nada me assusta. Respeito bastante mas assustar…não!

Há uma relação de troca e aprendizado entre as competidoras da sua geração e as mais novas?
Não existe uma troca direta, existe sim a competição em si e se algumas delas acabam observando meus hábitos, maneira de competir, frieza, estratégia, aí sim acho que elas acrescentam algo como experiência. No meu caso, não observo muito, sigo meu caminho que acredito e oro bastante também.

Com a sua terceira colocação no ranking do SuperSurf 2009, quais são suas expectativas para a última etapa, a partir do dia 29? Acredita no pentacampeonato?
No caso estou em segundo pois existem dois primeiros lugares e estou em segundo por pontos, com diferença de 20 apenas.

Bom, acredito sim no título, foi por isso que estou aqui até hoje, dedicando tempo, vida, deixando de lado algumas outras coisas na minha vida e etc. A questão de criar expectativa…não crio nada, apenas sigo meu coração, procuro ficar focada no presente e curtir tudo. Aquela coisa de que ?se tiver que ser…será…?

Em relação a 2010, vai continuar com a mesma dedicação nas competições?
Sim…total! Gás total!!! Muito treinamento dentro d`água, treinamento funcional com Fabio Gilho na Academia da Praia, vida regrada, paz, construção em tudo!!!! Suporte total da AntiQueda, patrocinador principal, família…e etc!

Como é sua rotina de treinos? Tem surfado em outros picos fora do Rio de Janeiro?
Esse ano fui para Mentawaii, Costa Rica e fiz várias viagens pelo Brasil! Procuro surfar diferentes condições de mar e testar diferentes pranchas. Adoro as do Henneck e atualmente fiz uma com Tiago Cunha.

Após a recente separação da Abril com a Abrasp e a promessa de um novo circuito brasileiro profissional, você acredita em uma possível melhora para os atletas e para o surf no país?
Tudo isso foi muito novo para mim. Acredito sim que haverá uma melhora…precisamos!! Toda mudança sempre é para melhor, basta as pessoas acreditarem!

Sendo competidora profissional há muitos anos e conhecendo bem os formatos de competição, o que você acha que o surf feminino brasileiro precisa para bombar de vez?
Não sei ao certo. Vejo a base como principal. Novas surfistas assessoradas por pessoas experientes dentro e FORA d`água.

A mulher surfista precisa ter consciência de que vende a imagem não só dentro d`água surfando. Precisa ser articulada, competir bem somente não basta. Ler de tudo, estar disposta a dar entrevista, procurar a mídia, criar gancho para dar mensagem positiva do esporte, estar bem vestida, ser realmente COMPROMETIDA com o patrocinador.

Fazer mais do que surfar… Aí os apoios aumentam, quebram-se tabus, a mídia se interessa mais, as praticantes aumentam em números, o nível aumenta, a bola de neve aumenta…e no futuro o surf feminino ganha, em todos os sentidos.

Quem será a campeã desse ano no World Tour Feminino? O que acha da atuação da Silvana? A Silvana está na disputa. Acredito que ela dará trabalho para Stephanie Gilmore, vamos acompanhar…

Ricosurf.com / Por Paulo Henrique Costa Blanca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *