ENTRE EM CONTATO COM A ANTIQUEDA:

Preencha o formulário ao lado para entrar em contato com a AntiQueda - Moda Surf, Surf Wear.

Telefone: (13) 3226-1515

ANTIQUEDA NAS REDES SOCIAIS:

BLOGAQ

Acompanhe a AntiQueda

Facebook Twiiter

Postado por Equipe AntiQueda em Blog

A proposta principal é a revelação de novos talentos da modalidade. Nesses 15 anos, muitos valores foram conhecidos no Circuito A Tribuna de Surf Colegial . O principal deles, Adriano de Souza, o Mineirinho, hoje top 8 do Circuito Mundial. Mas, sem dúvida, a grande atração do campeonato fica mesmo para a disputa entre as escolas. Desde a edição inicial, em 1996, a rivalidade sadia entre as equipes é o que motiva os atletas.
Alguns colégios reconheceram essa importância e investiram em seus alunos, oferecendo bolsas de estudo. O pioneiro e também mais premiado foi o Adélia Camargo Corrêa, de Guarujá. Logo na estreia do Circuito, investiu num time de competidores, indo de encontro à filosofia do Circuito de incentivar os estudos entre os surfistas.
O resultado foi positivo. Em 14 títulos disputados, são nove canecos e cinco vices. Na ?esteira?, outras escolas decidiram apoiar atletas. E também de Guarujá, o Don Domênico aprendeu o caminho e também está no hall da fama, com quatro títulos.

No próximo final de semana, as duas escolas estarão, novamente, brigando por um título. A segunda e decisiva etapa do 15º A Tribuna de Surf Colegial será disputada no sábado e domingo (dias 25 e 26), na Praia da Guilhermina, em Praia Grande. Na etapa inicial, foram mais de 70 colégios inscritos, e o Adélia saiu na frente, com 117 pontos, 20 a mais que o grande rival, Don Domênico.
O Colégio Itá, de São Vicente, terminou em terceiro, com 69, seguido de duas escolas estaduais de Praia Grande, a Vila Tupy, com 53, e o Jardim Bopeva, com 51. ?Esse investimento nos alunos é fundamental e hoje sabemos que os atletas ganham bolsas até a faculdade. E mais legal ainda ver escolas estaduais entre as melhores. Estamos vendo muitos talentos surgindo, com certeza?, elogiou Paulo Sérgio Nogueira Lopes, diretor da AntiQueda, surfwear patrocinadora do Circuito desde a sua criação.
Cada escola terá dois representantes na categoria júnior (nascidos em 1992 ou 93), dois na mirim (94 ou 95), um iniciantes (96 ou 97) e uma na feminina (92 a 98). Os atletas somam pontos a cada fase avançada, no mesmo estilo do Mundial Amador.
Os times chegam fortes e o líder conta com nomes de destaque até nacional, como Sidney Guimarães, Deivid Silva (atual campeão brasileiro iniciantes e líder do ranking mirim), e Victor Bernardo. O Don Domênico não fica atrás, com Yagê Araújo, baiano que foi morar em Guarujá para evoluir no surf, Edgard Groggia e Vitória Tebet.

INSCRIÇÕES ? Os pais e professores que ainda não inscreveram os atletas para a etapa decisiva do 15º A Tribuna de Surf Colegial têm até a sexta-feira (dia 24), véspera da disputa, para garantir as vagas. Podem participar alunos regularmente matriculados em escolas de Ensino Fundamental e Médio, de Peruíbe a Bertioga.
As inscrições devem ser feitas à Rua General Câmara, 100, no Centro de Santos, das 11 às 16h30. A taxa é de R$ 38,00, incluindo uma camiseta alusiva ao evento. Todos os inscritos devem apresentar, obrigatoriamente, ofício com assinatura e carimbo do professor de Educação Física e/ou diretor, contendo nome, data de nascimento e categoria.
Também deve estar anexada a cópia da identidade escolar ou atestado de matrícula, além do documento de identidade ou certidão de nascimento. Mais informações sobre o 15º A Tribuna de Surf Colegial pelo telefone (13) 2102.7136/7081 ou pelo e-mail atendimento@triesportes.com.br.

FMA Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *