ENTRE EM CONTATO COM A ANTIQUEDA:

Preencha o formulário ao lado para entrar em contato com a AntiQueda - Moda Surf, Surf Wear.

Telefone: (13) 3226-1515

ANTIQUEDA NAS REDES SOCIAIS:

BLOGAQ

Acompanhe a AntiQueda

Facebook Twiiter

Postado por Equipe AntiQueda em Blog

KADU MOLITERNO KADU MOLITERNO KADU MOLITERNO OS DIRETORES DA ANTIQUEDA, MARCELO KASSARDJIAN,  SONIA NICASTRO E PAULO NOGUEIRA LOPES, JUNTO COM KADU

?Embaixador? do surf na TV brasileira, o ator Kadu Moliterno esteve em Santos nesta terça-feira (dia 20) para falar um pouco sobre a sua trajetória de vida ligada ao esporte. A palestra foi realizada no Meeting de Inverno da surfwear AntiQueda, que está iniciando uma parceria com o ator/surfista, responsável pelo papel de primeiro surfista em novelas brasileiras, em 1978, e também conhecido pela emblemático seriado Armação Ilimitada, em 85, onde protagonizava o personagem Juba.

Aos 56 anos de idade, Kadu é um surfista de alma e todos os dias está no mar. Já esteve 27 vezes no Havaí e, inclusive, morou no arquipélago e seus filhos têm nomes de ilhas locais. No caso de falta de ondas, nada e mergulha. E foi da sua história e também de seu vigor físico que ele falou aos representantes de vendas de todo o País, num bate-papo descontraído. Falou sobre o começo na vida artística e que está totalmente ligado ao surf e também enfatizou a vitalidade após os 50 anos.

Também falou de seus vários projetos, como o livro, intitulado A vida começa aos 50 anos, que será lançado antes do final do semestre, a idéia do longa-metragem, Juba e Lula após 25 anos, a parceria com a AntiQueda, numa linha de roupas e também os produtos de vida saudável, como isotônico, suplemento alimentar, cremes para a pele, levando o seu nome.

?O legado que estou deixando é esse amor pelo esporte, de continuar mantendo uma vida saudável. O importante é envelhecer saudável. Estou terminando o meu livro e o público vai entender melhor como é que foi a minha trajetória, o que é se manter em forma com 56 anos. Muita gente acha que tem 50 anos e morreu.

Animado, ele relembrou o início da carreira e do surf. Foi na novela ?O Pulo do Gato?, em 1978, de Bráulio Pedroso. ?O Walter Avancini (diretor) viu uma peça de teatro que eu estava fazendo, me chamou e falou: eu sei que você é bom ator, mas você pega onda? Eu falei, pego desde moleque, inclusive a minha prancha está no meu carro. Ele respondeu: então está fechado. Daqui a um mês, a gente vai colocar as câmeras na praia e você vai surfar. Mas que nada, eu nunca tinha surfado na vida?, contou.

?Eu, na verdade, fui nadador, fui campeão paulista de natação, fazia ginástica olímpica, jogava futebol, tênis, mas pegar onda, nada. No máximo, pegava jacaré na Praia do Boqueirão, em Praia Grande. Eu saí com aquela mentira da sala e fui para dentro d?água. Passava de seis a oito horas por dia no mar para tentar ficar em pé. Peguei uma prancha emprestada do meu vizinho e em troca eu levava a galera para surfar. Até que um dia eu fiquei em pé, na Joatinga?, falou.

Apesar da rápida experiência, ele ainda não tinha o surf no pé e no dia da gravação o mar estava com um metro e meio, mexido e Kadu não conseguiu pegar uma onda sequer. ?Daí, colocaram um dublê no meu lugar, o André Pitzalis, na época surfista profissional, e eu surfei em cima de uma pedro. A galera vaiou, foi o mico do ano?, disse rindo. ?Mas a partir dali, peguei amor pelo surf e nunca mais parei?, enfatizou.

JUBA – Depois de ser o primeiro surfista da TV brasileira, Kadu foi chamado para vários papéis ligado a esporte e ficou eternizado com o papel de Juba. ?O Armação trouxe o surf para a TV definitivamente. Juba e Lula levantaram essa bandeira do esporte, do amor à ecologia. Isso lá nos anos 80. A partir dali, pressenti que o surf iria atingir esse patamar, porque a gente falava muito para crianças. O Armação fez sucesso primeiro com as crianças, que foram crescendo com amor ao surf?, comentou.

O ator/surfista relacionou o personagem à sua vida. ?Marcou uma geração. Esse seriado foi uma revolução na linguagem da televisão. Ganhou prêmio na Europa. Foi uma idéia muito feliz que nasceu na minha cabeça e do André de Biasi. Todos me ligam ao Juba. Seu eu faço um médico na novela, as pessoas me chamam na rua de Doutor Juba. Eu vou morrer Juba?, relatou.

Kadu falou, com orgulho, que se sente responsável por essa integração do surf na TV e do esporte crescer tanto e chegar a ser tema de novela, Três Irmãs. ?Muita gente me pergunta por que não fui escalado para essa novela, que tem muito surf, mas eu tinha acabado de fazer a novela anterior, a Beleza Pura. De qualquer maneira, fizeram uma homenagem ao Juba e Lula?, argumentou.

FUTURO – Sobre os novos projetos, os mais concretos são o livro e a parceria com a AntiQueda. ?No livro, conto a minha história desde a Copa de 58, quando tinha seis anos e vem até os dias de hoje. Falo dos problemas atuais, minha rotina, os trabalhos, citando curiosidades, bastidores. Tudo o que aconteceu nesses 40 anos de carreira?, explicou.

?Com a AntiQueda, tem tudo para dar certo. As pessoas que estão por trás da marca tem o surf como filosofia de vida?, admitiu. ?Tudo o que plantei nesses 40 anos, estou começando a colher. Por isso que acho que a vida começa aos 50?, complementou o ator, que já está trabalhando nas gravações da nova novela das seis da Globo, Paraíso, de Benedito Rui Barbosa. ?É um remake, que fiz há 27 anos. Serei um dono de bar, italiano?, revelou.

Para ele, o surf é parte diária de sua vida. ?Pego onda todo dia cedinho. Tenho de estar dentro d?água. Meu contato com o mar é essencial para o meu bem-estar?, avisou Kadu, abordando as inovações do esporte. ?O Tow-in é a grande novidade. O futuro são os fundos artificiais, vamos ter piscinas de onda. A molecada já está voando, coisa que na minha época não se imaginava. Mas o espírito é o mesmo, permanece. O surfista de alma vai morrer em cima de uma prancha ou embaixo d?água?, finalizou.

Antiqueda terá homenagem a Kadu em suas roupas
A coleção inverno 2009 da AntiQueda terá parte de sua linha masculina com os tags (etiquetas) das roupas falando da vida de Kadu Moliterno e suas atitudes ligadas ao surf. Segundo o diretor de marketing da marca, Paulo Sérgio Nogueira Lopes, o Paulinho, esta será uma forma de homenagem à pessoa que iniciou e difundiu o surf na televisão. ?Teremos toda uma linha criada, pensada e aprovada por ele, com o seu estilo, mais clean, light, clássica. O surf de alma?, explicou.

?É uma honra ter o Kadu como parceiro, porque ele foi muito importante para o crescimento do surf na grande massa?, acrescentou Paulinho, destacando a sua participação no meeting de inverno. ?A idéia foi passar aos nossos representantes do Brasil todo a essência do surf. Incentivar os nossos profissionais, para que eles multipliquem essa cultura?, argumentou.

Paulinho também lembrou que o objetivo é alavancar as vendas e passar ?batido? pela crise. ?Não falamos em crise, porque é na crise que a gente cresce?, enfatizou

20 ANOS – Marca genuinamente brasileira, santista, a AntiQueda completa 20 anos em 2009. Hoje, a marca está consolidada e investe no surf conta com os patrocínios ao Circuito Petrobras de Surfe Feminino, o único do Mundo exclusivo para as mulheres, e do A Tribuna de Surf Colegial, referência no gênero, desde a sua criação em 1996. Há, também, a equipe de atletas, com a tetracacampeã brasileira Andréa Lopes, o experiente Cristiano Guimarães e o talento da nova geração, Thiago Guimarães. Mais detalhes no site www.antiqueda.com.

  • 11/09/2009 22:10

    Oi sonia oi rodolfo sou eu Peu do navio tudo bom como vao ai em Santos ta um beijo de Pepeu ,pia vicente e aline.

  • 14/12/2011 11:15

    Gostaria de mandar material de um atleta para futuro patrocinio ou divulgação com a marca, e gostaria do email de vcs. Obrigado ..Marco Nagy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *